segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Coerência

No mês passado morreu na Suiça um jovem que a única doença que tinha era depender de cannabis. Ao que parece fumava entre 20 e 30 charros por dia.
Após a morte descobriu-se que em testamento, o jovem expressou o seu desejo de ser cremado.
Tem lógica.
Para um tipo que vivia do fumo nada melhor que acabar em cinzas.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home