terça-feira, setembro 26, 2006

O Líder


F*** You Federação!

domingo, setembro 24, 2006

Sem-Abrigo

A Selecção portuguesa que vai participar no Mundial de Futebol dos Sem-Abrigo, na África do Sul, saiu do Hotel onde se encontrava instalada, alegando falta de condições...
Acho melhor não fazer qualquer comentário.

quinta-feira, setembro 21, 2006

Intervenção Divina, o caralho!

Era uma vez certa mulher que, num momento desagradável na sua vida, foi fazer uma promessa para que Deus intercedesse por ela de modo a melhorar a sua existência. Coincidência ou não, tudo melhorou e tal acontecimento fez com que tal mulher agradecesse a Deus por Este tornar a sua esperença numa realidade; no seu pensamento foi Deus quem melhorou a sua vida.
Num outro canto do mundo milhares de pessoas morriam num massacre terrorista, enquanto quem via horrorizava-se e perguntava-se como Deus teria permitido tal acto.

Daqui entendo isto: Deus até pode existir(e eu espero bem que sim), mas só um facto pode ser aceitável; Deus não interfere na vida dos Homens. Estamos entregues a nós próprios, e só assim a vida faz sentido e é "justa". Caso contrário, para quê preocuparmo-nos com alguma coisa sabendo que alguém a consertaria por nós?

domingo, setembro 17, 2006

O verdadeiro "Caso Mateus"

Mais uma vez está a ser provado que o futebol detém capital importância no nosso país!
Refiro-me ao facto de tanto se falar no "Caso Mateus", que tem assombrado o nosso futebol e ninguém se lembrar de outro caso, com proporções igualmente gigantescas e que pode arruinar a musica romântica. Refiro-me, como é lógico ao "Caso Lucas e Mateus".
Os autores de sucessos como: "Caminhos do Amor" e "Preciso do teu prazer" encontram-se sob uma ameaça grave por parte da SPA (Sociedade Portuguesa de Autores). Esta pretende que a banda mude de nome urgentemente, caso contrário poderão perder o estatuto de dupla romântica de primeira e passarão a ser duas pessoas que se juntaram para ganhar uns trocos a cantar.
É preciso ir bem fundo na questão e lembrar que esta remonta ao "Caso Mateus" do futebol, pois desde o inicio de toda essa trapalhada no futebol que os concertos da dupla têm duplicado. O nome Mateus é cada vez mais popular e há suspeitas de que a dupla tem utilizado esse facto em proveito próprio.
Aquando da divulgação da tabela de popularidade das duplas românticas (Que continua liderada por Leandro e Leonardo - mesmo sem o Leonardo - seguida dos portugueses Nelo Silva e Cristiana), surjiram protestos por parte da dupla Chitãozinho e Xororó que acusou Lucas e Mateus de utilizarem o futebol para subir uns lugares na tabela.
Caso Lucas e Mateus não aceitem o repto para mudar de nome - o que é o mais provável, em parte pela acção do seu manager que não arreda pé- serão sancionados com a descida de divisão do campeonato de duplas românticas, passando a competir, então,no campeonato de duas pessoas que se juntaram para ganhar uns trocos a cantar. A sua vaga na primeira divisão será ocupada pela dupla Chitãozinho e Xororó que está base do processo disciplinar.
Agora que o caso foi noticiado é esperar que as autoridades competentes façam a sua parte e que a imprensa deixe de ignorar os celeumas que verdadeiramente afectam o povo português.
Em breve será aqui noticiado o "Caso Mateus Rosé".

quarta-feira, setembro 13, 2006

Pequeno Ensaio Gramatical

Há dias, li o seguinte anúncio à porta de uma daquelas lojas de bijutarias que as mulheres tanto gostam: “Efectuam-se perfurações nas orelhas”. Demorei algum tempo a perceber o que era ali publicitado, pois era tudo mais fácil se no cartaz apenas dissesse: ”Fazem-se furos nas orelhas”.
É que depois de ler aquele anúncio fiquei com a nítida sensação que os verbos efectuar e perfurar são dos verbos mais maricas da língua portuguesa!
Vocês conseguem imaginar um pedreiro, daqueles que nem admite que ponham em causa a sua masculinidade, daqueles que transmitem para todos os que o rodeiam um sentimento (ou será cheiro?) de força, a dizer a outro, com as mesmas características, “Efectua aqui uma perfuração nesta pedra”.
Mas o exemplo até pode nem ser tão claro! Já se imaginaram a trabalhar num escritório e a pedir a alguém, que, com a ajuda do furador (e não “Perfurador”), vos perfure determinada folha. Se alguém me dissesse isso pensava logo que estava a ser assediado…
E depois há o efectuar. Cá para mim, efectuar não pode ser um sinónimo de fazer. É que soa tanto a mariquinhas que mais parece que uma coisa é fazer o jantar e outra completamente diferente é efectua-lo.
Vamos por as coisas nos devidos lugares. A meu ver, pessoas rudes fazem as coisas, gente como o Cláudio Ramos efectuam-nas.
E com o perfurar passa-se o mesmo. Já tou a ver dois putos, em que um deles tem a mania das grandezas e diz ao outro: “O quê? Tu furaste aquele bolo? Fogo, eu não sou capaz. Eu só o perfurei!”

segunda-feira, setembro 11, 2006

«Opusculus de viribus qui is non sunt» («Breve ensaio sobre homens que não o são») ou «A lei do menor esforço»

Caros leitores, a minha consciência cívica obriga-me a partilhar convosco este fecundo comentário da autoria de dois indivíduos do sexo masculino (poderia poupar a perífrase se dissesse simplesmente “2homens”, mas não era o caso): “As gajas mais boas encontram-se sempre dentro de Audi’s…” Deve ser por causa de teorias desta natureza que em Portugal 2 em cada 3 homens são feios, incultos e broncos… Pra quê cuidar da aparência e do espírito se um Audi (de preferência TUNNING) resolve o problema todo??

sexta-feira, setembro 01, 2006

Uma questão de dignidade...

Um homem morreu no interior de Minas Gerais (Brasil), após ter tido sexo com um cavalo numa casa que funcionava como "Prostíbulo de Animais".
A vitima, um homem de 40 anos, vestia apenas uma camisola do SL Benfica e sofreu graves lesões internas e o seu corpo foi deixado no hospital por desconhecidos, pouco tempo após o acto.
O cólon do homem rompeu, assim como todos os orgãos interiores da mesma região e foi a hemorragia que o matou. Nenhum médico daquele hospital tinha visto algo semelhante até à data.
A policia descobriu que a casa era especializada em zoofilia (Sexo com animais) e oferecia aos seus clientes: cavalos, bezerros, cabras, ovelhas e até cães.

"Há gostos para tudo!" - dirão uns. "O homem era tarado" - dirão outros. "Foi castigo"- poderão dizer outros (sobretudo padres e religiosos).

Já eu, apenas me apraz fazer um comentário:
"Com uma camisola do Benfica?!?!?!?"